Enxuga o rosto e retira da face esta sujeira,
Livra-se da poeira e do peso que carrega do passado,
Afasta dessa chaga de reclamar o que foi vivido,
Atenta-se para a estrada que desenrola à sua frente,
Esquece quem te bateu, esquece quem apanhou,
Esqueça quem te feriu, esqueça quem magoou,
Caminhe pelo presente,
Escreva uma estrada de poesias,
Observe e descreva as alegrias espalhadas pelo caminho,
Não se esforce para desvendar a escuridão,
Abandone o que se esconde na penumbra,
Fuja do soturno e da companhia da solidão,
Busque companhias,
Se rodeie de gentilezas, faça a proeza de ter amigos,
Todos queridos,
Passeie por esta estrada de luz,
Pela luminosidade da bondade, da amizade, da caridade,
Viva e deixe viver,
Viva você, viva o amor,
Viva viver!
Jamais desista de caminhar!
Jamais desista!
Viva!

F.T. Hudson