O bom poeta,
Ele não é bom,
Ele é poeta!
Ele gosta de sofrimento,
Da mesma forma que gosta do amor,
E gosta também de uma risada aberta.
Geralmente erra enquanto crê que acerta,
Não que seja perdido,
Mas também não vive lá muito alerta,
Por vezes sua mente fecha,
Mas melhora muito se está aberta,
Não sabe pra onde correr se lhes fogem algumas letras,
Números não lhe agradam,
Só se for para joga-los em versos,
Nada muito complexo,
Ideias quebradas,
Relaxo de poeta,
Disparo de caneta,
Folha preenchida,
Escritos sobre a vida,
Espasmos de alegria,
Versos suicidas,
Palavras,
Boas ou más precisam ser escritas,
O poeta precisa esvaziar sua vida,
E acrescentar em outros a poesia,
E se ninguém atingir,
Serão palavras ao vento,
E farão mais sentido do que armazenadas no peito.

Felipe Hudson