A cor,
Se soubesse quem a inventou quanto problema causou,
Jamais criaria!
Não cometeria tal heresia,
Nem tão pouco ironia,
De pintar com tanta alegria um povo com tanto rancor!

Não teria ele usado a melanina,
Nem menino, nem menina talvez criaria,
Eu em seu lugar não arriscaria!
Em meio a tanta covardia,
Fazer diferenciação,
Isso que não!

Faria uma criação monocromática,
Talvez um pouco menos dramática para evitar ter confusão.
Quem sabe intensificaria menos a cor, ou tudo preto seria,
Carregaria no tal amor pra evitar a tal da dor,
Aliás,
Com menos aperto no peito talvez houvesse o tal do respeito,
Ou não existisse o tal do preconceito que nunca ninguém teve ou falou,
Mas que ao povo amargurou!

Ah, carregaria no amor!
Amor que não via cor,
Não via dor,
Só o ardor de amar,
Sem nada cobrar,
Só a paz recitar,
Sem pensar em bem estar,
Tão pouco em mal estar,
Apenas em estar,
Em paz com o que sou!
Definitivamente, carregaria na tinta do amor!

 

Felipe Hudson