O romântico deveria viver calado,

Não compartilhar seus pensamentos,

Tão pouco deixar que lhe escapem os sentimentos,

Incompreensíveis,

Sugestíveis,

Suscetíveis ao erro,

Não se compreende seu mundo,

Seus mundos são labirintos,

Fáceis de se perder,

Fácil de se envolver,

Nunca compreensivos,

Facilmente julgados.

“O romântico é louco! ”

Assim disse quem lhe conhecia pouco,

Mas o bastante para lhe rotular,

E para exigir um lugar em uma viagem sem garantias.

Entre abraços quentes e banhos de agua fria,

A única certeza é não haver garantias,

É a batalha de uma mente repleta contra outras vidas vazias,

Uma batalha para se fazer calado,

Mas para o romântico é improvável usar o silêncio como arma do bom senso,

O silêncio perturba mais do que o romantismo.

O silêncio nunca foi consenso,

Nem mesmo o amor!

 

Felipe Hudson