Alguns dizem escrever melhor quando estão aflitos,
Outros que lhes motivam os conflitos,
Eu prefiro a calma!
O desassossego me corrói a alma,
Esvazia minha mente,
Me deixa cansado,
Simples versos exigem um concentrar elevado e o texto não fluí,
Não há ritmo,
Fogem as ironias,
E as palavras saem desconexas,
Como os textos complexos adorados nas academias.
Me motiva a alegria,
Me motivam os momentos de euforia,
Me motivam o amor e minhas companhias,
Me motiva a vida,
E quando tenho a sorte de senti-la,
Afasto-me da morte e reduzo a melancolia,
Escrevo melhor quando estou vivo!
.
.
.
.
.
.
.
Felipe Hudson