Enche o corpo de álcool,
Mata a sede,
Completa o tanque com euforia,
Repete a dose,
Variadas vezes,
Embriagado de alegria,
Temporária como a euforia,
Transbordando em melancolia,
Uma batida de realidade,
Um shot de autoconhecimento,
Uma dose de tiro no pé,
Um baque,
Uma tontura,
Um pedido de regresso,
Uma pausa no progresso,
Um sussurro de arrependimento,
Um urro de arrependimento,
Ressaca!
.
.
.
.
.
.
.
Felipe Hudson